(19)99140-0533

NO AR

PROSA RURAL

Com Willian e Selma

Brasil

Itanhaém concessão

Publicada em 23/10/19 as 15:38h por Rádio Nova Informativa Vilson Finati - 111 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

A audiência pública organizada pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) para apresentar o projeto de concessão do Lote Rodovias do Litoral Paulista foi interrompida após confusão em Itanhaém (SP). De acordo com a Artesp, a audiência, realizada nesta quarta-feira (23), foi suspensa e não há previsão de nova data para a realização.

A audiência em Itanhaém seria a segunda de uma série de quatro audiências públicas. A primeira aconteceu em Mogi das Cruzes. De acordo com a Artesp, o objetivo dos encontros é possibilitar a participação da sociedade no processo de concessão das rodovias que cortam o litoral paulista para a iniciativa privada, que inclui a concessão de um trecho da Rodovia Pe. Manoel da Nóbrega (SP-055).

Marcada para as 10h desta quarta-feira, representantes da Artesp foram ao auditório da Câmara Municipal de Itanhaém para apresentar os detalhes das obras que estão sendo propostas nesse pacote, mas não conseguiram concluir a apresentação.

A concessão da rodovia para a iniciativa privada prevê instalação de pedágios e, por isso, moradores com cartazes que diziam 'Pedágio Não' lotaram o auditório e um princípio de tumulto tornou inviável a continuação de audiência. Neste momento, o presidente da Câmara de Itanhaém, Hugo di Lallo, pediu a palavra e disse que não tinha condições de continuar. Com isso, os representantes da Artesp saíram do plenário e a audiência foi suspensa.

Em nota, a Artesp informou que lamenta a forma como a audiência pública foi interrompida e afirmou que houve comportamento hostil por parte de alguns dos presentes. "No entanto, todas as contribuições enviadas por escrito pelos representantes da sociedade civil foram recebidas, conforme o rito previsto, e serão analisadas e levadas em conta pelos técnicos da agência na elaboração final da concessão", afirmou.

Moradores de Itanhaém (SP) não querem a implantação de um pedágio após concessão da Pe. Manoel da Nóbrega — Foto: Carlos Nogueira/Jornal A Tribuna de Santos Moradores de Itanhaém (SP) não querem a implantação de um pedágio após concessão da Pe. Manoel da Nóbrega — Foto: Carlos Nogueira/Jornal A Tribuna de Santos

Moradores de Itanhaém (SP) não querem a implantação de um pedágio após concessão da Pe. Manoel da Nóbrega — Foto: Carlos Nogueira/Jornal A Tribuna de Santos

Concessão

As concessões, segundo a Artesp, serão de 240 quilômetros e estão previstos investimentos de R$ 3 bilhões, além de R$ 2,8 bilhões para a operação e implantação de serviços modernos nas rodovias SP-98 (Mogi-Bertioga), SP-88 (Pedro Eroles) e SP-55 (Padre Manoel da Nóbrega e Cônego Domênico Rangoni/Rio-Santos).

Ao todo, estão previstos 89,8 quilômetros de duplicações e 108,5 quilômetros de vias marginais, além de novos dispositivos de acesso e retorno, implantação de acostamentos, passarelas e 35,6 quilômetros de ciclovias, entre outras obras.

O pacote de obras tem como foco a segurança viária dos munícipes, turistas e caminhoneiros que utilizam essa malha viária, além do desenvolvimento acredito que isto saindo do papel as cidades litorânea irão perder muito mais do que ganhar cautelar se e observai .




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


 
Enquete
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Instagram
 Youtube
 Facebook
 Twitter







.

LIGUE E PARTICIPE

(19) 99140-0533

Visitas: 510516
Usuários Online: 1058
Copyright (c) 2020 - Nova Informativa | Música | Notícias | Promoções - Nova Informativa | Músicas | Notícias | Promoções