(19) 99140-0533

NO AR

AS MELHORES MUSICAS

Com Nova Informativa

Brasil

Região enfrenta escassez de massa asfáltica

Publicada em 21/04/2022 às 06:49h - 4 visualizações

por


Compartilhe
 

Link da Notícia:

Desde o início do mês passado, Limeira informou que a operação “Tapa-Buracos” vem sendo prejudicada em razão da falta de matéria-prima para produção da massa asfáltica, denominada Cimento Asfáltico de Petróleo (CAP). Nesta semana, a Prefeitura informou que o problema ocorre em decorrência da guerra na Ucrânia. Conforme apurado pela Gazeta, outras cidades da região enfrentam o mesmo problema.  

“O serviço é executado no município por empresa contratada, que comunicou à prefeitura a dificuldade de encontrar o produto (CAP) nas refinarias”, disse em nota divulgada no dia 4. A empresa responsável pelo serviço tem como principal fornecedor a refinaria de Paulínia (SP), que registra falta do CAP. Assim, as alterativas são as refinarias de Betim (MG) e do Rio de Janeiro, que também relatam falta do material.

 

Na época, a direção da empresa não soube esclarecer os motivos da escassez do produto, porém afirmou que poderia estar relacionada à alta do dólar. Já nesta semana, o prefeito Mario Botion informou que “o Brasil está com dificuldades na importação de petróleo, que é matéria-prima básica para produção da massa asfáltica”, em nota.

Na região, as prefeituras também foram questionadas sobre a manutenção da massa asfáltica nas vias. Em Engenheiro Coelho, a Prefeitura informou que vem utilizando uma “massa fria”, mais fácil de encontrar no mercado, mas que não tem a mesma aderência da matéria-prima do CAP.

Em Holambra, o Departamento Municipal de Obras e Desenvolvimento Urbano e Rural de Holambra informou que empresas contratadas pela Prefeitura para realização de recapeamento e pavimentação asfáltica nas vias da cidade têm relatado dificuldades na compra de material, mas apesar disso, foi identificado, até o momento, atraso de 20 dias na realização de apenas de um serviço, que teve início na última sexta-feira. “Serviços rotineiros de tapa-buracos acontecem, até aqui, sem atrasos no fornecimento de material”, disse.

 

Em Artur Nogueira, a Prefeitura informou que também enfrentou esse mesmo problema, mas que agora os serviços de manutenção na cidade já estão normalizados. No município de Cordeirópolis, as equipes responsáveis pela manutenção informaram que também estão enfrentando dificuldades com a massa asfáltica e que também estão indo buscar na refinaria do Rio de Janeiro. Iracemápolis não informou a situação da pavimentação até o fechamento desta edição.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Enquete
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Facebook
 Instagram
 Twitter
 Youtube







.

LIGUE E PARTICIPE

(19) 99140-0533

Visitas: 20756
Usuários Online: 2
Copyright (c) 2022 - Nova Informativa
Converse conosco pelo Whatsapp!